top of page
Buscar

Médicos de todo o país debatem principais avanços no tratamento do câncer durante Simpósio em Santa Catarina




Médicos de todo o país debatem principais avanços no tratamento do câncer durante Simpósio em Santa Catarina


Durante os dias 27, 28 e 29 de junho, a cidade de Florianópolis foi palco de um dos maiores eventos científicos do país no campo da oncologia e hematologia. Realizado no Il Campanário Villagio, em Jurerê Internacional, o Simpósio de Oncologia e Hematologia do Centro de Pesquisa e Ensino em Saúde de Santa Catarina (CEPEN), agora Grupo Elora, reuniu mais de 150 médicos de diversas regiões do Brasil, todos unidos pelo objetivo de discutir as principais atualizações e inovações no tratamento do câncer.


A abertura do evento contou com a presença do Secretário Adjunto da Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, Roberto Benedetti, que destacou a importância das pesquisas clínicas e eventos como este para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes. “Santa Catarina é o estado que tem a maior expectativa de vida do país porque temos uma saúde de qualidade com mais de 20 hospitais do governo e, sem dúvida, contamos com os melhores profissionais”, afirmou Benedetti.


Lucilda Cerqueira Lima, presidente do Grupo Elora, destacou a importância do Simpósio. “Temos certeza de que a melhor forma de promover o ensino e o debate científico no meio oncológico é através de eventos como este.”


Com a participação de 261 inscritos, incluindo 77 patrocinadores e expositores, o simpósio contou com o apoio de importantes empresas do setor, como AstraZeneca, Janssen, Abbvie, Gilead, Kite, Pfizer, Roche, Sanofi, GSK, Takeda, Amgen, Beigene, Bristol-Myers Squibb, Daiichi-Sankyo, Eurofarma, Merck e São Sebastião Radioterapia. Além disso, o evento teve o apoio do Grupo Baía Sul, CEOF e SOMA.


Atualização científica


O Simpósio iniciou com palestras de destaque, como a do Dr. Samir Nabhan (PR), que abordou a inovadora terapia celular CAR-T Cell, técnica revolucionária no combate ao câncer no sangue, que está superando padrões de tratamento estabelecidos há mais de 30 anos. Em seguida, a Dra. Mirella Nardo (SP) também trouxe à tona a Terapia Celular nos Tumores Sólidos, ampliando o debate sobre tratamentos emergentes.



A programação científica do evento foi robusta, contando com mais de 30 palestras que geraram novas ideias e conexões valiosas. Jaisson Bertolini, vice-presidente do grupo Elora, ressaltou: “A importância do simpósio está em trazer essas novidades no tratamento do câncer, proporcionando um ambiente rico para a troca de conhecimentos e experiências.”


Nas salas dedicadas à oncologia e hematologia, médicos e profissionais de saúde se aprofundaram em temas cruciais. Em hematologia, foram discutidas as atualizações do ASH e EHA sobre Mieloma Múltiplo, além de novos avanços em Leucemia Linfoide Aguda (LLA). Já na oncologia, os debates focaram no planejamento do tratamento de pacientes com câncer de ovário avançado de 1L, avanços no tratamento local do câncer de mama, desafios na avaliação de risco e tratamento de pacientes com câncer de mama luminal inicial, e a medicina de precisão em tumores ginecológicos, incluindo endométrio.


Grupo Elora


Durante o evento uma grande novidade foi anunciada aos participantes: a partir de agosto de 2024, o CEPEN passará a se chamar Grupo Elora. Esse novo nome reflete um compromisso renovado com a vida e a inovação, marcando o início de um novo capítulo na história da instituição. “Elora simboliza a união de dois pilares fundamentais: ser uma ponte para um novo amanhã e oferecer cuidados de excelência”, explicou a médica Lucilda Cerqueira Lima.


Sobre


Desde sua fundação em 1998, o CEPEN, agora Grupo Elora, tem desempenhado um papel essencial na busca por tratamentos contra o câncer por meio da realização de estudos clínicos em Santa Catarina. Com mais de 200 protocolos de pesquisa tratados ao longo dos anos, a instituição tem contribuído significativamente para avanços no tratamento do câncer, beneficiando milhares de pacientes.


19 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page